Retrospectiva: Simple Plan no Brasil – Parte 01

2005

O Simple Plan está prestes a desembarcar em nosso país para uma série de 04 shows que acontecem nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Para matar um pouco a ansiedade, o SPBrazil inicia hoje uma retrospectiva contando os melhores momentos de todas as vindas da banda ao nosso país com informações, fotos, vídeos e curiosidades de tudo o que rolou nas 06 vezes que a banda já esteve por aqui.

A primeira vinda do Simple Plan ao nosso país ocorreu em Setembro de 2005. A banda veio para participar do “São Paulo Mix Festival” e aproveitou para tocar, pela primeira vez, no Rio de Janeiro, além de realizar uma série de entrevistas, uma sessão de autógrafos e um show acústico gratuito na Livraria Cultura, em São Paulo.

A vinda dos caras aconteceu no estouro do Simple Plan no Brasil, o que foi essencial para fazer com que o país se tornasse um dos favoritos e mais importantes na carreira deles. Um total de 48.000 pessoas puderam assistir a banda ao vivo em uma maratona de apresentações e compromissos com a imprensa que durou apenas 03 dias.

Acesse a página especia para ler o artigo completo clicando aqui.

Simple Plan confirmado no festival Nova Rock na Áustria

nova-rock-line-up

Hoje foram anunciadas as primeiras bandas que farão parte do line up do festival Nova Rock que acontece na Áustria no ano que vem e o Simple Plan está entre as atrações confirmadas.

Além dos canadenses outras bandas como Blink-182, Green Day, Linkin Park, System Of A Down, Rancid e Pierce the Veil também estarão presentes no festival que acontece entre os dias 14 e 17 de Junho do ano que vem na Europa.

Esse é o primeiro show anunciado da terceira etapa da “Taking One for the Team Tour” na Europa. Dessa vez a banda deverá se apresentar nos festivais de verão que rolam por lá, além de alguns shows próprios. Mais datas devem ser anunciadas nas próximas semanas.

“Still Not Getting Any” comemora 12 anos

still-news-01

Hoje o segundo álbum do Simple Plan, “Still Not Getting Any…” completa 12 anos de lançamento!

O disco é um grande marco para a carreira da banda. Com ele veio a melhor posição dos caras na Billboard (estréia em 3º lugar) e, aproximadamente, 1.850.000 cópias vendidas mundialmente, sendo 50.000 no Brasil, onde receberam o certificado de Ouro. Esse também foi o responsável pela popularização do Simple Plan mundialmente. No Brasil, “Shut Up!” foi o primeiro single de divulgação da banda, e, daí para frente só vieram hits.

O “Still…” foi produzido por Bob Rock, que já trabalhou com artistas como Metallica, The Offspring, Bon Jovi, Aerosmit e Mötley Crüe. Confira a página especial do álbum para saber mais curiosidades e ter acesso a todas as versões lançadas mundialmente.

Jen Danczak entrevista Pierre, Seb e Jeff no Pretty in Pink

pretty-in-pink-interview

Na semana passada Pierre Bouvier, Sebastien Lefebvre e Jeff Stinco se apresentaram no Pretty in Pink, um evento beneficente para arrecadar fundos e conscientizar as pessoas em relação ao câncer de mama. Durante os bastidores da apresentação, Jen Danczak entrevistou os três membros do Simple Plan e hoje a entrevista foi divulgada no YouTube.

O bate papo começa com a repórter e Pierre Bouvier tentando acertar pipocas na boca de Sebastien Lefebvre. Eles também falam sobre o tema por trás da capa do disco “Taking One for the Team”, as influências do novo disco, como eles fazem para lidar um com o outro, como eles se relacionam com problemas como o câncer de mama, de onde partiu a ideia de começar a “Simple Plan Foundation” e sobre o filme “No Pique de Nova York”.

Assista ao vídeo da entrevista no player abaixo:

Jeff e Sebastien falam sobre a importância da música para os jovens

launch-montreal-02

Como você já deve saber, hoje alguns membros do Simple Plan participaram de um evento onde lançaram um programa de empréstimo de instrumentos musicais na Biblioteca Pública de Montreal.

Durante a coletiva de imprensa os guitarristas da banda Jeff Stinco e Sebastien Lefebvre aproveitaram para dizer o quanto o acesso a música ajudou a direcionar suas vidas durante a adolescência.

“Quando eu tinha 11 anos minha mãe me deu uma guitarra vermelha muito linda,” disse Jeff Stinco. “Eu tinha uma guitarra mas não tinha CDs, então eu ia até a biblioteca para pegar alguns.” Stinco completa dizendo que foi aí que o amor pela música nasceu.

Sebastien Lefebvre disse que todos os jovens deveriam ter a chance de tocar música, mesmo que não se tornem grandes estrelas do rock ou músicos clássicos profissionais.

“Isso traz um senso de igualdade. A música deveria ser acessível para todos,” disse ele. “Nós achamos que as pessoas deveriam procurar uma paixão. Para nós, foi a música.”

Créditos: CTV News Montreal

Simple Plan lança programa musical em Montreal

launch-montreal-01

Na manhã de hoje, Chuck Comeau, Jeff Stinco e Sebastien Lefebvre participaram de um evento com a imprensa para anunciar um novo programa de empréstimos de instrumentos musicais que está sendo lançado no Canadá. O anúncio foi feito ao lado do prefeito da cidade, Denis Coderre junto a instituição Sun Life, que doou $108.860 dólares e 1.000 instrumentos entre violões, teclados, violinos, guitarras, baterias e xelofoones para a Biblioteca Municipal de Montreal, que disponibilizará acesso gratuito aos instrumentos para os jovens de Montreal.

“Na manhã de hoje nós tivemos a chance de estar com Denis Coderre e os nossos amigos da Sun Life para anunciar uma ótima notícia! Estamos nos unindo com a Biblioteca Municipal de Montreal para o lançamento do programa de doações de instrumentos musicais dando acesso livre a instrumentos para os jovens de Montreal! É um ótimo projeto e estamos orgulhosos de estarmos envolvidos! Além disso nós conseguimos fazer com que o prefeito fizesse uma pose de rock star para as fotos… Ele mandou bem!”

 – Simple Plan

Esse programa é parte do incentivo nacional que ajudou a criar bibliotecas de empréstimo no Canadá. O Sun Life Financial Musical Instrument Lending Library foi lançado em Abril de 2016 na Biblioteca Pública de Toronto e em Junho na Biblioteca Pública de Vancouver.

Confira as fotos da conferência de imprensa em nossa Galeria clicando nas miniaturas abaixo:

Fã brasileira mostra um pouco da “Taking One for the Team Tour” nos EUA

A fa brasileira Suellen Almeida esteve presente em um dos shows do Simple Plan que aconteceu nos Estados Unidos durante a “Taking One for the Team Tour” e disponibilizou em seu canal no YouTube um vlog onde ela conta toda a sua história de amor pela banda, o quanto eles a ajudaram em momentos difíceis como a luta contra o câncer e os momentos em que pôde curtir ao show e a Pizza Party que rolaram em Sacramento, na Califórnia. Assista ao vídeo abaixo:

Simple Plan filma o clipe de “Perfectly Perfect”

perfectly-perfect-bhts

Nesse final de semana estão acontecendo as filmagens do vídeo clipe do novo single do disco “Taking One for the Team”. A música escolhida foi “Perfectly Perfect”, que foi anunciada no mês passado e já conta com um lyric video divulgado na internet.

O clipe contará com a participação de fãs da banda que foram recrutados através de um pedido no Facebook dos caras, onde eles procuraram por casais de todos os gêneros. A direção do clipe está sendo realizada por Mark Staubach (“Can’t Keep My Hands Off You”, “Astronaut”, “I Don’t Wanna Go To Bed” e “Singing In the Rain”) e Chady Awad (“Boom” e “Opinion Overload”) e as filmagens estão acontecendo no Cinepool Studios, em Montreal.

As primeiras imagens dos bastidores do clipe já foram divulgadas e mostram Pierre Bouvier e Jeff Stinco sendo filmados enquanto tocam a balada. Confira as fotos em nossa Galeria clicando aqui.

Pierre e Chuck dão dicas para novos músicos e turnê mundial

Nos bastidores do Grizfest em Tumbler Ridge, Pierre Bouvier e Chuck Comeau realizaram uma entrevista ao Chet TV que foi publicada durante esse final de semana no YouTube. Durante a conversa eles dão dicas para os novos músicos, falam sobre a turnê, o tempo que levaram para gravar o “Taking One for the Team” e o conceito por trás do nome e da capa do disco. Assista abaixo:

Chuck fala sobre seus companheiros de banda, carreira e família

chuck-drums-03

O baterista do Simple Plan, Chuck Comeau, concedeu uma entrevista para a iHeart Radio do Canadá para promover a turnê da banda que passará pelo país em breve. Confira abaixo a matéria completa traduzida:

O Simple Plan inicia a etapa canadense de sua turnê em London, Ontaro no dia 17 de Novembro e também passará por Toronto, Ottawa, Quebec e Halifax antes de encerrar no dia 23 de Novembro na cidade onde tudo começou para eles, Montreal.

Pierre Bouvier, Jeff Stinco, Sebastien Lefebvre, David Desrosiers e Chuck Comeau passaram um terço do ano na estrada. Eles acabaram de voltar da Austrália e partirão da turnê canadense com shows na América do Sul.

Entretanto, Montreal sempre será o lar deles.

“Nós não estamos aí tanto quanto gostaríamos,” disse Comeau ao iHeart Radio antes de um show em Detroit.

“Nós crescemos aí, nossa família é de lá, e ter um show em sua cidade natal é sempre algo que eleva a apresentação a um outro nível – é gigantesco, divertido, um pouco estressante, mas ótimo.”

Comeau admite que ele acha que fica mais nervoso quando toca em Montreal do que em qualquer outro lugar.

“Se meus pais estão lá ou minha esposa eu fico mais nervoso do que eu ficaria se fossem só os fãs. Parece que existe alguém lá que virá com seus comentários depois,” ele disse.

Tocar em casa também traz algumas responsabilidades como realizar entrevistas, divulgar a fundação da banda, e encontrar os amigos e familiares. Mas Comeau não reclama.

“É a melhor coisa. Nós nos divertimos muito. O Bell Centre é um dos nossos lugares favoritos para tocar,” diz ele. “Sempre há um momento mágico quando isso acontece.”

Tendo lançado cinco discos desde 2002, incluindo o “Taking One for the Team” deste ano, o Simple Plan possui material o suficiente para escolher suas músicas dos shows ao vivo.

Comeau disse que a banda faz o seu melhor para montar uma set list que possa satisfazer os fãs mais antigos e os novos.

“Se tornou meio que um set list de grandes sucessos contendo, é claro, algumas coisas novas,” ele explicou, “mas nós tentamos encontrar o balanço certo entre a nostalgia que muitos fãs nossos sentem com os dois primeiros discos e também tocar músicas do ‘Get Your Heart On!’ – que recebeu muitos singles bem sucedidos que as pessoas gostam de ouvir – e então tentamos algumas músicas mais obscuras que os fãs mais loucos gostam de ouvir.”

“A marca registrada de nossas performances é a energia positiva e nos divertirmos e nos certificarmos que os fãs sorriam, riam e se divirtam. É como uma festa.”

Comeau diz que o Simple Plan sempre coloca os fãs em primeiro lugar. “Se eles vão usar seu dinheiro suado para ir a um show do Simple Plan nós queremos nos certificar de que eles saiam sentindo tipo, cara, essa foi a melhor noite. Esse é o nosso objetivo.”

E sobre a vida na estrada? O iHeart Radio deu a chance de Comeau jogar seus companheiros de banda de baixo do ônibus de turnê.

Quem é o mais bagunceiro?
Eu acho que fica entre o David e o Jeff. O Jeff gosta de espalhar as coisas. Ele gosta de colocar a capa da sua guitarra em um sofá e sua guitarra em um outro sofá e sua mala em outro então ele ocupa 80% do ônibus com suas coisas.

E então David, está em sua cama mas é como se sua mala explodisse todas as noites. Eu olho para a cama dele e parece que não existe forma alguma de alguém dormir naquilo. De alguma maneira ele encontra um jeito.

Quem está sempre atrasado?
Antigamente tínhamos muito problemas com atraso na banda então viemos com uma regra incrível: se você se atrasar por um minuto, você paga $5 dólares e a cada cinco minutos, são cinco dólares a mais. Até que você chegue nos 30 minutos e então deixamos você para trás e você precisará chegar ao show por conta própria.

Isso reduziu drasticamente o número de pessoas atrasadas. Posso dizer que hoje em dia somos bem pontuais.

Quem é o mais exigente quanto a alimentação?
Eu diria que sou eu. Os caras da banda gostam de tirar sarro de mim e dizem que eu sou um pouco fresco em relação a comida. Definitivamente eu tento manter uma dieta. Eu admito isso. Eu sou assim pois a minha mãe é uma ótima cozinheira. Então eu valorizo a minha comida. Eu trato esse corpo como um templo, sabe, você precisa ter cuidado com o que você vai comer.

O David se tornou vegetariano então isso faz com que seja mais complicado para ele encontrar comida na estrada do que para mim, pois nem sempre é fácil encontrar restaurantes e comidas vegetarianas. Eu diria que está entre eu e o David.

Quem ronca mais alto?
É a nossa equipe, não a banda. A banda é bem tranquila nesse sentido. Mas a equipe é terrível. O cara da iluminação, o do som, o nosso empresário de turnê – todos são muito ruins.

Você acaba precisando usar protetores auriculares no ônibus.

“Uma das coisas mais importantes sobre essa banda é que nós ainda somos bons amigos e nós todos nos damos muito bem,” disse Comeau quando perguntamos sobre o segredo que mantem a longevidade do Simple Plan.

“Nós sempre fomos os mesmos membros. Nunca trocamos a formação, nós nunca deixamos ninguém sair da banda ou ser demitido, então acho que isso faz uma grande diferença para nós e para os nossos fãs.”

Comeau disse ao iHeart Radio que ele e seus companheiros de banda sabem o quanto eles são sortudos.

“A maioria das bandas não passam dos dois ou três primeiros discos e nós estamos aqui com nosso quinto e já tocamos em 65 países. Tem sido incrível.”

O baterista diz que manter uma relação próxima de seus fãs também é um dos segredos.

“Nós encontramos com eles no ônibus todas as noites e tiramos fotos, falamos com eles no Twitter e no Instagram,” disse Comeau. “Nós dividimos muito da nossa vida na estrada com eles. É por isso que eles continuam vindo aos nossos shows e apoiam a banda.”

Então, é claro, entra a música. Comeau disse que o Simple Plan se esforça para fazer músicas “honestas e cheias de sentimentos.”

E, ele diz, que o grupo também sobreviveu “talvez por um pouco de sorte.”

Comeau, que antes tocava em uma banda chamada Reset com Bouvier no início dos anos 90, disse que ele sempre teve uma ideia clara de como seria o futuro.

“Eu não acho que podíamos prever exatamente como seriam as coisas,” disse ele. “mas eu acho que a nossa esperança e nosso sonho era de podermos levar a nossa música ao redor do mundo e fazer shows para sobrevivermos e seguir nossos corações e a nossa paixão e fazer isso por um bom tempo e ter uma certa longevidade como uma banda além de termos uma carreira de verdade.”

“Nós tínhamos essa visão exata? Um pouco. De certa forma sim. Nós esperávamos por isso mas como as coisas foram acontecendo e como a nossa carreira se desenvolveu – a forma que a vida aconteceu – isso sempre nos surpreendeu.”

Em um certo momento, Comeau colocou seus sonhos de ser uma estrela do rock em paralelo para estudar direito na Universidade de McGill. Ele diz que não se arrepende da decisão de não seguir esse tipo de carreira.

“As coisas meio que funcionaram de forma perfeita. Sair da escola de direito foi um choque para meus pais e familiares, e foi um pouco assustador,” ele se lembra. “É engraçado pois, na minha cabeça, eu não tinha nenhuma dúvida de que iria dar certo. É claro que tinha um pouco de medo mas essa é a beleza de ser um jovem apaixonado. Você nem quer pensar em caso as coisas não funcionem. Você só vai atrás delas.”

“Eu sempre pensei que caso não funcionasse, eu sempre poderia voltar para a escola. Nunca seria tarde para isso, mas para a música, precisa ser agora.”

Comeau disse que todos os cinco membros da banda dividiram esse senso de urgência em fazer o Simple Plan dar certo.

“Com muita sorte, acabou dando tudo certo para nós,” ele disse. “Você só precisa acreditar e ir atrás disso. Foi isso que fizemos.”

Hoje, Comeau é casado e é pai de um filho de 15 meses chamado London. Ele admite que a sua nova família resultou em algumas mudanças.

“Eu costumava sempre estar pronto para ir para qualquer lugar a qualquer momento e a tocar mais shows e a sair em turnê,” ele explica. “Agora eu ainda sinto da mesma forma, mas tenho alguns conflitos. Eu ainda quero sair em turnê e tocar e ainda amo tanto isso mas existem vezes onde é um pouco mais difícil fazer as malas e entrar em um avião pois existe algo que te prende um pouco.”

Entetanto, Comeau não está sozinho. Três dos seus companheiros de banda também são pais.

“Isso definitivamente mudou a forma que vemos as coisas. A forma que encontramos para nós é que nós não fazemos turnês tão longas. Ao invés de cinco, seis, sete semanas como fazíamos antes, agora são no máximo quatro ou cinco e voltamos para casa e descansamos um pouco e então voltamos.”

“Você tenta fazer com que funcione. Você tenta encontrar formas de colocar a família dentro disso.”